Com foco em quatro eixos temáticos, teve início nesta terça-feira (24/09) a I Capacitação de Políticas Públicas sobre Drogas, no auditório Gralha Azul da Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana (Fecea). O evento, que se estende até quinta-feira, discute a prevenção, repressão, tratamento e reinserção social. Além de formar multiplicadores, objetivo é aproximar as diversas entidades e órgãos de segurança, desenvolvendo ações conjuntas no município.

O treinamento é uma realização do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad), em parceria com a Prefeitura de Apucarana e o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg). Conforme Márcia Regina de Sousa, presidente do Comad e secretária municipal de Assistência Social, estão participando da capacitação representantes de conselhos, entidades e secretarias municipais, de escolas públicas e particulares e de órgãos de segurança, como a Guarda Municipal, Polícia Militar e o Exército Brasileiro.

Márcia afirma que a lei que instituiu o Comad foi criada em 2009, mas precisou ser reformulada e somente neste ano passou a funcionar efetivamente. “O Comad é formado por 35 entidades e foi criado para integrar as ações. Sabemos que a Polícia Militar e a Guarda Municipal já realizam um trabalho nas escolas, mas precisamos desenvolver ações conjuntas de combate e prevenção às drogas, que é uma necessidade urgente”, salienta.

A palestra de abertura “A prevenção ao uso de drogas” foi ministrada pelo capitão Dalton Gean Perovano, do Batalhão de Polícia Escolar Comunitária de Curitiba e membro do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas. De acordo com Perovano, a maior parte das ocorrências policiais está relacionada ao uso de drogas, desde as ilícitas até as lícitas, como o álcool. Segundo ele, o consumo de drogas é multifatorial e a prevenção envolve esforços de diversas áreas, como medicina, legislação, segurança e educação. “A parte fundamental do processo é a educação e o desenvolvimento de um comportamento de prevenção na população, começando já dentro de casa com o exemplo dado pelos pais”, afirma.

Uma das principais ações já desenvolvidas na área da educação é o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). De acordo com a soldado Ana Regina Sebrian, instrutora do Proerd em Apucarana, atualmente o programa atende cerca de 1.800 estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e particulares. “O Proerd é uma ferramenta importantíssima, para que o estudante saiba dos riscos e não faça uso indevido”, afirma, salientando que existe uma relação próxima entre a violência e o consumo de drogas.

A capacitação terá prosseguimento na quarta e quinta-feira, com palestras ministradas por Maria Cristina Venâncio, psicóloga e escrivã da Polícia Civil, e por Nelson Venâncio Filho, Fisioterapeuta e investigador da Polícia Civil. Várias outras autoridades estiveram presentes na abertura da capacitação, como o secretário municipal de Meio Ambiente, Itamar Gomes de Oliveira, a secretária municipal da Mulher e Assuntos da Família, Denise Canesin Moisés Machado, Rodolfo Mota, coordenador do Patronato Municipal, Ana Maria Schimidt, presidente do Conseg e do vereador José Eduardo Antoniassi, que por vários anos foi instrutor do Proerd em Apucarana.